Cursos de Música no Reino Unido com propinas financiadas a 100%
Mai23

Cursos de Música no Reino Unido com propinas financiadas a 100%

Realizar cursos de música no Reino Unido com propinas financiadas na totalidade é possível. Raquel Mina, student adviser da OK Estudante explica como tudo funciona. Cursos reconhecidos e respeitados Raquel Mina, student adviser da OK Estudante, revelou sucintamente como funciona este processo de candidatura a cursos superiores financiados no Reino Unido. Se por um lado as licenciaturas deste país são amplamente reconhecidas e respeitadas, por outro, ao nível da colocação no mercado de trabalho, também parece haver muitas vantagens. Segundo Raquel Mina, os interessados em candidatar-se a uma destas licenciaturas do Reino Unido, deverão dirigir-se à “OK Estudante”. «Neste momento estamos no Porto, em Faro, em Leiria e em Lisboa. Abriremos em breve no Funchal e esperamos estar para o ano em Madrid. A empresa começou em Lisboa com o fundador André Rosendo (ele próprio formado no Reino Unido) que trouxe esta ideia para cá. O objetivo é dar a conhecer esta oportunidade. As propinas dos três anos de uma licenciatura são 100% financiadas, o que representa cerca de 9000 libras por cada ano de estudos». Processo de candidatura Os candidatos podem então dirigir-se à OK Estudante, «dizer qual a média que têm, qual a região em que gostavam de estudar no Reino Unido e qual o curso que gostariam de realizar. Nós, consultores especializados na área, sabemos exatamente onde o colocar. Imaginemos que vem ter connosco um candidato que gostava de fazer um curso de bateria. Nós sabemos quais são as melhores opções que existem para este aluno». Na área da música foi dado grande destaque à BIMM – British & Irish Modern Music Institute. Nesta Universidade há cursos de Baixo, Bateria, Canto, Composição, Produção Musical, Jornalismo na área da música, entre outros. «Na área da bateria costumamos encaminhar para a BIMM. No entanto há outras universidades com cursos de música tais como a University of Portsmouth, a Bucks new University…». Já há cerca de 2000 alunos colocados no Reino Unido através da OK Estudante. No próximo ano letivo já existem 700 alunos prontos para começar em setembro. Raquel Mina explicou-nos ainda que «uma das grandes vantagens de estudar no Reino Unido, é que, independente da sua média, nunca lhe é barrada a entrada na universidade. Imaginemos uma pessoa com uma média de 10. Nós temos formas de colocar os alunos com médias baixas na universidade através do seu currículo ou de um bom portefólio. Por exemplo, um bom portefólio musical pode fazer com que um aluno salte diretamente para o primeiro ano». «A OK Estudante abriu no Porto há 7 meses e temos estado praticamente diariamente a visitar escolas, a fazer palestras e ações de divulgação». A...

Read More