Com que idade se começa a odiar o emprego? Um estudo britânico responde

Estudo comprovou que, com o avançar da idade, aumenta também o grau de insatisfação profissional.

Em que ponto na carreira profissional começa a surgir a frustração e o aborrecimento? A empresa britânica de recursos humanos Robert Half U.K quis responder a essa pergunta, concluindo que é a partir dos 35 anos que a insatisfação no trabalho começa a ganhar uma dimensão cada vez maior.

No estudo, foram inquiridos mais de dois mil britânicos e o respetivo grau de relação com o emprego que têm. De acordo com os resultados, citados pela revista TIME, um em cada seis britânicos com mais de 35 anos diz-se “infeliz” com o cargo que ocupa. Pode até nem parecer muito, mas a verdade é que o valor desce para metade quando são questionadas pessoas com idades inferiores a 35 anos.

estudo sobre ódio ao emprego

Os ‘trintões’ se dizem infelizes, mas o grau de insatisfação aumenta consoante a idade. Nesse mesmo estudo ficou provado que um terço dos inquiridos com mais de 55 anos confessou “não se sentir reconhecido”, enquanto 16% desse mesmo grupo adiantou não ter amigos no trabalho.

Uma das razões – segundo os investigadores – que explica os números relativos à faixa etária mais elevada incide precisamente sobre a progressão profissional, uma vez que, à medida que vão subindo na carreira, e apesar de levarem mais dinheiro para casa ao fim do mês, aumentam as responsabilidades e o stress, ao mesmo tempo que diminui o tempo para a vida fora do trabalho, o que inclui o tempo para estar com a família. É, por isso, cada vez mais difícil encontrar o equilíbrio ideal entre vida e trabalho à medida que se evolui profissionalmente.

Quer receber as nossas ofertas de FORMAÇÃO e EMPREGO directamente no seu email? Então subscreva inserindo o seu endereço de email abaixo:

NOTA: Para poder receber as nossas actualizações deve clicar no link de confirmação que irá receber no seu email.

Author: Formação & Emprego

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *