Deve procurar emprego por email ou bater à porta?

Na altura de procurar emprego, há quem escolha enviar um email com a candidatura e quem não dispense deslocar-se até à empresa para entregar um currículo em mão. Será uma forma mais eficaz do que a outra? A resposta é sim.

Quem faz do seu dia a dia a análise exaustiva de centenas de currículos, como é o caso de Ana Castro Dias, da empresa de recrutamento Michael Page, diz que “o melhor é mandar um email ou ligar”, uma vez que “ir à empresa fisicamente nem sempre funciona muito bem, porque a pessoa responsável pelo processo pode não estar disponível ou pode estar lá e não querer ou ter tempo para nos receber”.

procurar emprego por email ou ir às empresas

À conversa com o Dinheiro Vivo, a consultora sénior reitera que “o melhor é sempre fazer uma candidatura pelas vias normais, ou seja, pelos sites e plataformas convencionais” mas que, antes de o fazer, o candidato deve ter em conta se “está a lidar com uma empresa de recrutamento onde, por exemplo, o volume de candidaturas é muito grande e o tempo de resposta é maior; ou se está a lidar com uma empresa normal que tem o seu departamento de Recursos Humanos e que, em princípio, tem menos processos de recrutamento”.

Se estiver a enviar a candidatura para o departamento de Recursos Humanos da Empresa, acrescenta, “é mais fácil enviar um email mais personalizado e com a nota que se candidatou a determinada vaga”.

Como marcar a diferença na caixa eletrónica de um recrutador

“Não são as cartas de motivação que fazem a diferença, porque vivemos num mundo onde tudo é tão rápido que essas cartas acabam por não ter a devida atenção”, diz desde logo Ana Castro Dias.

Assim sendo, e como certamente pretende que a sua candidatura se destaque da concorrência, o melhor que tem a fazer é ser claro, simples e direto. “Se o candidato escrever um email muito sucinto a dizer à empresa que está interessada em determinado cargo porque tem experiência na área, sem dúvida que o mais simples acaba por ser o mais bem sucedido. Isso vale mais que qualquer carta de motivação”, afirma a consultora da Michael Page.

Melhor altura do ano para procurar emprego:

Não há melhor altura para procurar emprego do que “os períodos antes e logo após as férias”. É nestas alturas que as empresas fazem uma lista daquilo que vão precisar para a sua próxima fase operativa.

“Há vários picos de integração nas empresas ao longo do ano. Sem dúvida que os meses de verão não são os melhores. Ainda assim, nos últimos anos, temos visto um acréscimo muito grande de contratações em Agosto para as pessoas fazerem a integração em setembro. Sem dúvida que os meses de Fevereiro, Março e Abril são muito bons e depois volta a correr muito bem nos meses de Setembro, Outubro e Novembro“, especifica Ana Castro Dias, que lembra ainda que os casos variam consoante as empresas, ou seja, “se estão ou não a fechar o budget”.

“Há empresas que contratam muito no final do ano porque ainda têm budget associado à contratação e querem fechar nesse ano porque vai entrar um ano fiscal novo”, finaliza.

 

FONTE: Dinheiro Vivo

Quer receber as nossas ofertas de FORMAÇÃO e EMPREGO directamente no seu email? Então subscreva inserindo o seu endereço de email abaixo:

NOTA: Para poder receber as nossas actualizações deve clicar no link de confirmação que irá receber no seu email.

Author: Formação & Emprego

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *