O que fazer quando se perde o emprego? 5 passos para voltar ao ativo

Os novos ciclos profissionais podem significar outras oportunidades de realização pessoal.

Entre as dicas dos especialistas da empresa de outsourcing e recrutamento Adecco estão as seguintes: “não culpe ninguém e não corte relações” e também “não espere que um trabalho o encontre”.

A empresa de recursos humanos suíça Adecco divulgou recentemente cinco dicas para, de forma mais rápida, encontrar o rumo se perder o emprego.

Por decisão pessoal ou despedimento, a saída de um posto de trabalho é “sempre um momento de mudança”, mas, segundo os especialistas desta consultora de recrutamento, também pode significar uma oportunidade para conquistar a carreira que ambiciona e que ainda não conseguiu.

Newsletter de Emprego e Formação Financiada

5 passos para voltar ao ativo

1. Decidir um plano de ação

Avalie as suas finanças pessoais para determinar o timing em que precisará de encontrar o seu próximo emprego. Se não tem uma licenciatura ou uma formação superior ou especializada, consideraria adaptar a sua vida para um regresso aos estudos? E que tipo de emprego iria procurar? No mesmo setor, ou seria este o momento para considerar uma mudança na carreira? Pense quais são as empresas onde sempre quis trabalhar. E coloque-as como objetivo na sua “wish list”.

2. Engula o orgulho.

Não há nada de errado em pedir ajuda quando precisa. Isto poderá envolver pedir a amigos ou a recrutadores para reverem o seu currículo, para candidatar-se a benefícios da Segurança Social, ou simplesmente pedir a um amigo para o ouvir. Nos nossos dias, uma grande percentagem da sua rede de contactos já viveu os mesmos sentimentos pelos quais está a passar.

3. Não espere que um trabalho o encontre

Publique ativamente o seu CV e a sua disponibilidade em plataformas de trabalho e expanda à sua rede de contactos. Lembre-se de que 60 a 80% dos empregos são encontrados através da sua própria rede de contactos. Fique mais ativo, procure colegas de empregos passados, diretores, amigos e familiares. Participe em grupos do setor se ainda não o tiver feito, tanto pessoalmente bem como no LinkedIn. Certifique-se de que todos sabem que está ativamente à procura.

4. Não culpe ninguém e não corte relações

Não interessa de quem é a culpa de ter perdido o seu emprego. Atribuir culpas não irá levá-lo a lado nenhum, quer esteja a culpar o seu último empregador ou a si próprio. Concentre-se no futuro e aceite que o que está feito está feito. Mantenha uma relação boa com o seu último empregador se possível – poderá precisar dele como referência. Se estava errado, peça desculpas e siga em frente.

5. Reavalie atitudes e comportamentos

Se existem razões concretas que o conduziram a perder o último emprego, avalie as suas fraquezas (tanto técnicas como pessoais) e trabalhe na sua melhoria. Não quer voltar a encontrar-se na mesma situação se isso pode ser evitado.

FONTE: Jornal Económico

Quer receber as nossas ofertas de FORMAÇÃO e EMPREGO directamente no seu email? Então subscreva inserindo o seu endereço de email abaixo:

NOTA: Para poder receber as nossas actualizações deve clicar no link de confirmação que irá receber no seu email.

Author: Formação & Emprego

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *