Papa condena «pecado gravíssimo» de tirar emprego às pessoas

Recentemente, o Papa condenou o “pecado gravíssimo” de deixar pessoas sem emprego por “manobras económicas” ou interesses menos “claros”.

“Quem, por manobras económicas, para fazer negócios que não são totalmente claros, fecha fábricas, empresas, e tira trabalho aos homens, esta pessoa comete um pecado gravíssimo”, disse, no final da audiência pública semanal que decorreu na Praça de São Pedro.

Papa condena o pecado de tirar emprego às pessoas

A intervenção, improvisada, foi saudada com uma salva de palmas pelos peregrinos presentes no Vaticano.

“O trabalho dá-nos dignidade e os responsáveis dos povos, os dirigentes, têm a obrigação de fazer todos os possíveis para que cada homem e cada mulher possam trabalhar e assim andar de cabeça erguida, olhar os outros nos olhos, com dignidade”, assinalou Francisco.

O Papa tinha começado por deixar uma palavra de solidariedade aos trabalhadores da ‘Sky Italia’.

“Desejo que a sua situação laboral possa encontrar uma rápida solução no respeito pelos direitos de todos, especialmente das famílias”, apelou.

Quer receber as nossas ofertas de FORMAÇÃO e EMPREGO directamente no seu email? Então subscreva inserindo o seu endereço de email abaixo:

NOTA: Para poder receber as nossas actualizações deve clicar no link de confirmação que irá receber no seu email.

Author: Formação & Emprego

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *